sexta-feira, 27 de abril de 2018

A Ditadura da Rádio Cultura: Moreira, Provedor e Secretária de Saúde




É  inaceitável que um político inelegível, multicondenado, com os direitos políticos cassados, proibido de contratar com o poder público e cumprindo pena alternativa participe da elaboração, da edição e da apresentação do serviço público de radiodifusão, como está acontecendo em João Monlevade.   Aliás, o cidadão monlevadense não deve se indignar apenas contra a figura de um condenado que elabora o serviço público de radiodifusão, mas contra toda a manipulação política que há muito vigora na Rádio Cultura. Tecnicamente, não há democracia, em ambiente de manipulação de meio de comunicação social.  Se Carlos Moreira está impedido de contratar com o poder público também não pode participar da prestação de serviço público que é a radiodifusão.
O programa Carlos Moreira de hoje foi uma vergonhosa continuação do circo armado pelo provedor do Hospital Margarida, José Roberto Fernando, ontem na reunião do Conselho Municipal de Saúde.
As participações da secretária de saúde, Andréa Peixoto, do provedor do HM e do ímprobo Carlos Mereira hoje na Cultura, sem a concessão do direito ao contraditório ao Conselho de Saúde, manipulando informações, distorcendo dados e mentindo descaradamente elevou a demagogia e a manipulação da rádio Cultura a níveis jamais vistos.
A manipulação político-ideológico levada à cabo pelo ímprobo Carlos Moreira na Rádio Cultura é o principal fator de deturpação do processo democrático monlevadense e, por conseqüência, a origem de, por exemplo,  aberrações como o pretenso, interditado e inacabado hospital Santa Madalena, improvisado no prédio do antigo terminal rodoviário ao desperdício de muito mais de 22 milhões de reais.   É preciso que o povo tenha a compreensão que foi a manipulação política exercida por Carlos Moreira na Rádio Cultura ao longo das últimas 2 décadas que produziu o Santa Madalena e tantos outros prejuízos para o Município, pois foi através dela que ele se elegeu prefeito.
Por tanto, se você é cidadão de boa fé que presa e acredita na Democracia, combata o controle político exercido por Carlos Moreira na rádio Cultura. Diga as pessoas que o conteúdo político veiculado pela rádio Cultura deve ser desconsiderado , porque é tendencioso, manipulado e atende apenas ao projeto de poder de Carlos Moreira e seus asseclas. Leia-se hospital santa madalena onde o que, realmente, importava era o faturamento milionário de empreiteira,  pouco importando o resultado final da obra.