quarta-feira, 9 de maio de 2018

Quem fez o Hospital Margarida perder 1 Milhão foi o Provedor




Recentemente, atual provedor do HM, José Roberto Fernandes, fez circular a desinformação de que o Conselho Municipal de Saúde teria feito o Hospital Margarida perder 1 milhão de reais em recursos públicos. 
O Conselho Municipal de Saúde tem previsão legal, tratando-se de órgão permanente, deliberativo e normativo do Sistema único de Saúde no âmbito municipal que tem por prerrogativas a formulação de estratégicas e controle da execução da política pública de saúde do Município. Se o Hospital está perdendo recursos, não pode ser por conta do Conselho, mas sim em decorrência da incompetência de algum gestor em não enquadrar o Margarida nos parâmetros das normas de saúde pública vigentes. No caso específico da alegada perda de 1 milhão, a ata elaborada junto ao Ministério Público anexa, divulgada ontem na reunião do CMS, revela que ela se deveu à falta de capacitação, por parte da Secretaria Municipal de Saúde, de servidores municipais aptos a realizarem a necessária fiscalização sanitária no Hospital Margarida. Então, não é verdade que foi o conselho que fez o HM perder 1 milhão, mas sim a incompetência da secretária de saúde que ainda não capacitou os servidores a realizarem a fiscalização sanitária no hospital.
Aliás, a bem da verdade, quem de fato fez o HM perder um milhão de reais, recentemente, foi o próprio provedor José Roberto Fernandes, quando descredenciou a AAHM a realizar o, até então, tradicional Bingo do Hospital Margarida, contratando uma empreiteira de Viçosa para a realização do evento e retirando o caráter filantrópico do mesmo, como ficou comprovado pelo Ministério Público. E pior, além de fazer o Margarida perder 1 milhão de reais referentes à venda das cartelas daquele bingo, José Roberto Fernandes não dá notícia de onde se encontra tal valor nem de quando ele será devolvido. A considerar ainda que o Bingo já havia se tornado um vento tradicional do calendário monlevadense, pode-se dizer também que além daqueles 1 milhão de reais perdidos no Bingo de 2016, potencialmente, o Hospital Margarida também perdeu outros 1 milhão do bingo que não foi realizado em 2017, também perderá os 1 milhão do bingo que não será realizado em 2018 e assim por diante.