terça-feira, 29 de setembro de 2015

Ministério Público Inicia Procedimento para Apurar Abandono de ETE

É assustador como um prefeito jovem e iniciante na política como Teófilo Torres possa se prestar a práticas politiqueiras tão arcaicas e atrasadas, como não dar continuidade a obras iniciadas por prefeitos adversários.
Apesar de inconclusa, o prefeito anterior inaugurou em abril de 2012, ao dispêndio de 6 milhões de reais em recursos públicos a primeira Estação de Tratamento de Esgoto do Município. Para entrar em funcionamento, a ETE do Cruzeiro Celeste ainda necessita da instalação da  rede dos receptores do esgoto sanitário.
Ocorre que são já passados quase  ¾ do mandato do prefeito atual, sem que o mesmo apresentasse qualquer sinalização no sentido de conclusão da obra. Muito pelo contrário, a ETE do Cruzeiro Celeste, concebida para despoluir o Córrego Jacuí, encontra-se, hoje, totalmente, abandonada pela Administração Pública, entrando em estado de deterioração de suas instalações, o que gera sustancial prejuízo ao Patrimônio Público, a considerar-se o valor da obra.
Diante de tamanho absurdo, o Ministério Público recebeu, na semana passada,  representação formal contra  a postura reprovável do prefeito Teófilo Torres, instaurando procedimento administrativo para apuração do caso, já tendo, inclusive, expedido ao prefeito ofício para que preste informações no prazo de 15 dias. Seguiremos acompanhando o caso de perto.