terça-feira, 17 de março de 2015

Outro Relato sobre o Incêndio de 1968 no Colégio do Caraça

A seguir, publico um outro relato, que apesar de apócrifo, encontra-se exposto na atual Biblioteca do Caraça, sobre os acontecimentos que envolveram aquela ainda nebulosa madrugada de 28 de maio de 1968, ocasião em que as instalações da Grande Biblioteca, o Teatro, o Laboratório de Física, o Museu de História Natural e os dormitórios foram, totalmente, destruídos por um violento incêndio, colocando fim às atividades do mais importante educandário da história do Brasil. Nota-se que este outro relato apresenta uma dinâmica muito destoada da narrativa contida no testemunho do ex-aluno Sylvio. Também chama a atenção por mencionar que no momento em que o incêndio foi constatado um alarme teria sido acionado aos gritos de “atenção, disse, acorde, fogo na encadernação!”, situação negada pelo testemunho prestado em vídeo pelo ex-aluno Antônio de Assis Martins Quintão.        .