Na disputa do atual provedor do HM contra a AAHM, quem deve deixar o Hospital?

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Atenção Motoristas Monlevadenses: Risco Iminente de Afogamento


Estamos entrando no período das chuvas. Apesar de a previsão meteorológica apontar para uma primavera e verão mais secos, por conta do fenômeno climático La Ninha, é certo que as tempestades típicas desta época do ano virão. Assim, o motorista monlevadense que tem o costume de trafegar pela chamada “Trincheira do Moreira” deve redobrar sua atenção para não cair numa armadilha. Como é de conhecimento de todos, a tal trincheira foi cavada, objetivando-se a minimização da ocorrência de inundações na região do Posto Castelinho. Ou seja, é uma obra destinada a dar vazão a uma grande quantidade de água. E, absurdamente, também é aberta ao trânsito de veículos, o que, por certo, deve contrar várias da normas de segurança no trânsito. Parece óbvio, mas uma obra destinada a escoar uma grande quantidade de água da chuva, não poderia, jamais, ser aberta ao tráfego de veículos automotores. É do tipo de coisa que só acontece em Monlevade. A grande pergunta é a seguinte: Quando a trincheira assumir a função para que foi construída, vertendo água em torrente, quem ou o que impedirá o tráfego de veículos em seu interior? Quem tem experiência com inundações sabe que tudo ocorre muito rápido nessas ocasiões. Então, fica o alerta: ao menor sinal de chuva, evite a Trincheira do Moreira. Os riscos são altos. Inclusive o de afogamento.