Na disputa do atual provedor do HM contra a AAHM, quem deve deixar o Hospital?

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

A Polêmica do Clube da Cerveja Geladinha

Tenho acompanhado no Blog do Marcelo Melo o desenrolar da polêmica gerada em torno do bar Clube da Cerveja. Sou freqüentador daquele estabelecimento e, por várias e agradáveis vezes, já tive a oportunidade de presenciar a roda de samba, que se apresenta lá ao domingos, composta por Rômulo Ras e vários outros músicos. Não sou de ficar bajulando ninguém. Mas, considero o Rômulo Ras um dos maiores músicos da cidade. Não me lembro de ter tido a oportunidade, em João Monlevade, de ouvir o que há de melhor no samba e na MPB brasileira, que não fosse através dos acordes precisos e da voz afinada de Rômulo Ras. Parece-me que um pouco de moderação nos decibéis e de bom senso por parte dos freqüentadores resolveria a questão. Quanto a “geral” realizada nos freqüentadores do bar pela Polícia Militar, no último domingo, e considerada abusiva por muitos, gostaria dar uma dica: o Código de Processo Penal (art. 240) apenas autoriza a busca pessoal (a “geral”) quando houver fundada suspeita de que alguém oculte consigo arma proibida, coisas obtidas por meios criminosos ou para apreender instrumentos de falsificação e objetos falsos, armas, munições, instrumentos utilizados na prática de crimes ou colher elementos de convicção para a prova criminal. Ou seja, se a busca não foi fundamentada e se dela não se obteve nenhum dos objetos citados a cima, em tese, houve abuso. Conheça seus direitos.