Na disputa do atual provedor do HM contra a AAHM, quem deve deixar o Hospital?

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Bastieri

Lembro-me de quando foi proferida em primeira instância a sentença de cassação de Prandini, o mesmo, que estava em viagem para o sul da Bahia, inexplicavelmente, optou por não retornar, imediatamente, ao Município. Justamente, no momento de crise absoluta em seu governo, no qual sua gente mais precisava de liderança e de um norte, Prandini se fez ausente. Quem, então, assumiu com muita propriedade o papel de líder naquela ocasião foi o vice, Wilson Bastieri. Contudo, de lá pra cá, o que se tem visto é um vice-prefeito que não defende os interesses de seu próprio partido frente ao governo e que muitas das vezes incorpora o papel de limpa-trilhos político de Prandini, até mesmo diante de companheiros.