sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Leitor Comenta: 381, O Império das Carretas do Terror

Marcelinho disse...

Caro Amigo Fernando, fazendo uma retrospectiva histórica da chegada ao poder do Fernando Collor de Melo, com sua máxima tõnica de "nossas carroças", e a tão sonhada abertura da importações, fez com que as montadoras brasileiras corressem atrás de um prejuízo na produção de veículos "melhores", principalmente em se tratando de estética veicular.
Mas, alguns ítens foram e ainda estão esquecidos.
No jornal Bom Dia desta quinta-feira, 16/09/2010, na coluna Opinião da PRF há uma esplanação sobre segurança, muito bem colocada pela PRF.
Mas, quero chegar a uma conclusão: de que adiantou criticar "nossas carroças", que estavam, bem ou mal, adaptadas para"nossas pista"?
Hoje, temos veículos modernos, mas, as pista, ah! estas continuam as mesmas.
Enxegou-se e enxergam somente os veículos como produtos, e como segurança, mas esqueceram e esquecem as estradas, em especial a BR381.
Esta observação, também, é validada para as nossas Avenidas, Ruas, Ruelas, etc.
Uma pergunta, também, me faço e acrescento às demais: porque as montadoras não "cobram" dos responsáveis, estradas, ruas, avenidas com mais SEGURANÇA?
Abraços.