Na disputa do atual provedor do HM contra a AAHM, quem deve deixar o Hospital?

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

A Misantropia do Poder

Hoje, o Blog Drops de Sanidade publicou uma frase bastante interessante que traduz bem a situação do governo Prandini: “A história humana nunca registrou o sucesso de qualquer governo que se baseasse na misantropia”. Misantropia é um termo pouco comum e pode ser definido como aversão à natureza humana. Talvez o Célio Lima não se referisse ao governo local quando postou aquela frase. Mas, na minha avaliação, é, justamente, por ter se revestido de elevado grau de misantropia que a gestão Prandini tem se dirigido ao quase inevitável fracasso político e administrativo. A atual administração ignora a natureza humana, o tempo todo, ora subestimando-a, ora simplesmente desconsiderando-a. Subestima, quando, recorrentemente, cria subterfúgios para contornar a realidade dos fatos de interesse público. Ignora, quando não cumpre a palavra e as promessas que firmou, seja com os apoiadores ou com o povo que o elegeu. A impressão que se tem é que o fato de terem a máquina administrativa nas mãos, os coloca acima de Deus e do mundo e que tudo podem. O gabinete age como se fosse onipotente e eterno, sem precisar de nada que não seja o poder, colocando as pessoas e os cidadãos num plano inferior.