Na disputa do atual provedor do HM contra a AAHM, quem deve deixar o Hospital?

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Rapadura no Ponto



Saiu no Rapadura:

ENGANAÇÃO

Se a nota da secretária Cláudia Paiva merece destaque e elogios, a informação acima da Assessoria de Comunicação é um erro de decisão e de informação.
Ora, a própria nota se contradiz.Se ocorreram 896 atendimentos à maior região populacional da cidade, porque acabar com o serviço em troca de uma economia de apenas R$1.200,00, num município que arrecada mais de R$120 milhões por ano?
Se é verdadeira e honesta a intenção de economizar, porque não demitir o “administrador regional” que ganha R$6 mil por mês e garantir a continuidade dos serviços à população com um atendente com salário menor?Achar que o povo é bobo não é uma política séria. Agora, fazer o povo de bobo é ainda pior.


Monlewood comenta:o verdadeiro motivo das mudanças ocorridas na Administração Regional do Cruzeiro Celeste são dois: os 896 atendimentos realizados ao público e a pessoa responsável por eles, o ex-vereador Luis Cláudio do Patrocínio. O governo Prandini e hermético, paranóico e confuso por natureza. Ele não incorpora os aliados, politicamente. Na verdade, para o gabinete de Prandini, aliados são potenciais adversários políticos. É daí que se origina a discussão se o PT é governo ou não. Estes 896 atendimentos realizados pelo petista Luis Cláudio acendem uma luz amarela no modelo político adotado por Prandini, que pode ser traduzida pelo seguinte raciocínio: Luis Cláudio tem se articulado bem no Cruzeiro Celeste, uma das regiões de maior densidade eleitoral do Município. Assim, ele cresce e pode ofuscar o prefeito, cada dia mais fraco. É melhor trazê-lo para debaixo das asas do gabinete, enquanto há tempo.