Na disputa do atual provedor do HM contra a AAHM, quem deve deixar o Hospital?

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Hospital Santa Madalena. PA. Centro de Especialidades Médicas. Ou Sabe-se Lá o Que


O Hospital Santa Madalena, que agora é PA e dizem que vai ser o Centro de Especialidades Médicas é a mais grave incógnita do Município de João Monlevade. Daquele, anteriormente, arrojado prédio de concreto armado se retirou uma rodoviária muito bem localizada e de estrutura, dificilmente, encontrada em outras cidades do interior de Minas.
Hoje, o monlevadense, principalmente, aquele que mora nos bairros tradicionais como Vila Tanque, Siderúrgico, Beira Rio entre outros tem que empreender uma verdadeira jornada para chegar ao novo terminal rodoviário, localizado nas remotas imediações do Posto Cinco Estrelas.
E para que? Para o deleite da vaidade e do populismo político. Sem estudo de viabilidade econômica, sem se conhecer o custo final da obra, sem se conhecer o verdadeiro custo de operação do hospital, sem se respeitar as normas pertinentes (Resolução ANVISA nº 50/2002), sem nada, apenas com a vaidade e o populismo de se dizer: eu dei ao povo um hospital, foi remendado um caríssimo frankenstrein. Veja que, desta vez, a dose de populismo foi tão grande e exagerada que nem projeto de instalação do exame de imagem mais básico de todos, o Raio X, o monstrengo tinha.
Sem dúvida, um verdadeiro sorvedouro de dinheiro público. Ninguém sabe quanto custou até o momento ou quanto terá custado, se é que um dia será finalizado. E a operação daquilo, quanto custará aos cofres públicos. Mas,  a vaidade... A vaidade é aberrante! Quem idealizou a obra não se conteve em batiza-lá com o nome de sua honrosa genitora: Madalena. E aproveitou ainda para canonizá-la. E assim ficou: Santa Madalena.

Curiosidade: antigamente, só o Papa canonizava santos.