quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Coisas do Governo

Em agosto do ano passado, o prefeito Gustavo Prandini sancionou uma lei concedendo a gratuidade do transporte coletivo à portadores de necessidades especiais. Esta mesma lei autorizava o Município a subsidiar a gratuidade então concedida para que seu custo não sobrecarregasse a planilha, resultando, assim, no aumento do preço da tarifa. No entanto, a gastança desenfreada e irresponsabilidade fiscal do governo Prandini levaram a Prefeitura a uma crise financeira sem precedentes na história do Município, impedindo que subsídio previsto na lei fosse repassado à ENSCON, a concessionária do transporte coletivo. Sem saída, a empresa não vê alternativa senão a de aumentar o preço do valor da tarifa. Coisas da Administração Prandini.